Prática docente e ensino de Biologia: quais os desafios à inclusão de estudantes cegos?

  • Daniel Figueira de Aquino
  • Allan Rocha Damasceno
Palavras-chave: Ensino de Biologia, Educação Inclusiva, Estudantes cegos

Resumo

As discussões no campo da educação, ocorridas durante a década de 1990, resultaram em uma série de políticas públicas, dentre as quais podemos citar a perspectiva inclusiva na educação escolar. Como resultado dessas políticas públicas, o Brasil viu o número de matrículas de estudantes com deficiências em classes regulares crescer consideravelmente. No entanto, uma série de desafios e obstáculos são impostos à implementação dessa perspectiva na educação contemporânea. Levando isso em consideração, este trabalho de pesquisa teve como objetivo investigar, sob a ótica do docente atuante, os desafios do ensino de Biologia para a inclusão de estudantes cegos nas séries do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Com base na coleta de dados, realizada por questionários e entrevistas semiestruturadas, foi possível observar que a disciplina escolar Biologia traz desafios relacionados à sua organização curricular e no modo
clássico de exposição de seus conteúdos. Além disso, também foi possível observar, junto aos sujeitos participantes desta pesquisa, uma formação inicial insuficiente/inadequada para atuar com as demandas de aprendizagem desses estudantes. No entanto, os professores desenvolvem práticas pedagógicas que vão desde a adaptação de materiais didáticos ao uso de aparatos tecnológicos para a inclusão dos estudantes cegos em suas aulas.

Publicado
2020-12-05
Como Citar
AQUINO, D. F. DE; DAMASCENO, A. R. Prática docente e ensino de Biologia: quais os desafios à inclusão de estudantes cegos?. Benjamin Constant, v. 2, n. 61, p. 55 - 69, 5 dez. 2020.
Seção
Artigos Livres