Formação dos licenciandos para o trabalho com alunos cegos ou com baixa visão: um estudo desenvolvido na Universidade Federal de São Carlos

  • Maria da Piedade Resende Costa
  • Sabrina Gomes Cozendey
Palavras-chave: Formação de licenciandos, Alunos cegos, Alunos com baixa visão

Resumo

Uma das preocupações atuais, com a chegada de alunos com necessidades educacionais especiais nas escolas regulares, é a formação dos professores para a atuação eficaz em contextos de ensino inclusivo. Muitos dos professores da rede regular reclamam que não receberam formação adequada para esse trabalho em sua formação inicial. Considerando-se a realidade, a pesquisa buscou conhecer as crenças de autoeficácia de licenciandos da UFSCar em relação à sua formação para o trabalho em contextos inclusivos, que tenham alunos cegos ou com baixa visão. Foi desenvolvido um questionário com sete questões que analisaram se os licenciandos se sentiam aptos a trabalhar em turmas com alunos cegos ou com baixa visão, e se os licenciandos acreditam que recebiam uma formação adequada para realizar essa tarefa. Os dados coletados apontam que os licenciandos apresentam uma baixa crença de autoeficácia na sua formação e possível prática em uma turma inclusiva.

Publicado
2020-04-01
Como Citar
COSTA, M. DA P. R.; COZENDEY, S. G. Formação dos licenciandos para o trabalho com alunos cegos ou com baixa visão: um estudo desenvolvido na Universidade Federal de São Carlos. Benjamin Constant, v. 2, n. 59, p. 209-225, 1 abr. 2020.
Seção
Artigos Livres